DECLARAÇÃO DE INTENÇÕES

O que me distingue de um revolucionário, é que este quer mudar o mundo. eu não quero mudar rigorosamente nada, apenas registar a iniquidade humana.

sábado, 19 de julho de 2014

redescobrir as aventuras dos cinco e dos sete sem cair no bando dos quatro

os cinco e o tesouro perdido, pelo acólito do diácono remédios (figura interpretada por herman josé)
o dr. francisco louçã, com o seu ar seráfico, transformou-se no acólito das esquerdas (como ele diz, no plural) e na falta do padre é ele que diz a missa nas noites de 6ª feira. a mim chegou-me ver uma vez.
o que a desagregação do bloco de esquerda demonstra é que com estalinistas não se vai a lado nenhum, ou melhor, os desatentos vão alegremente para a frente de um qualquer pelotão de fusilamento.
o dr. louçã, qual mercader (o assassínio de trotski) diz-se trotsquista mas não passa de um arreigado estalinista.
aqueles que se aperceberam disso, deixaram o bloco, ficaram lá os estalinistas e os sete na sua aventura de ingenuidade.
daí ter toda a lógica o bloco não se querer reunir com o livre mas salivar ao ser recebido pelo pcp.
mas esta é uma união espúria, no pcp podem ser estalinistas mas são cultos e alguns leram a tragédia do rei édipo. cunhal foi tradutor de shakespeare, sabem bem do que é o filho matar o pai, mesmo que seja um filho bastardo como é o bloco e está devidamente prevenido.
o camarada jerónimo já tem idade para não embarcar em brincadeiras de cachopos.


Sem comentários:

Enviar um comentário